quarta-feira, 10 de julho de 2013

Presa quadrilha suspeita de roubos a joalherias de JF

09 de Julho de 2013 - Juiz de Fora

Por Marcos Araújo

Seis pessoas foram presas e um adolescente foi apreendido pela Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, suspeitos de envolvimento a roubos a joalherias no Centro de Juiz de Fora. O grupo, conforme a polícia, também teria participação em crimes de homicídio na Zona Sudeste do município. O titular da 7ª Delegacia de Polícia Civil, Armando Avolio, diz que recebeu a informação de que dois dos principais envolvidos a assaltos a joalherias estariam escondidos no Rio e fez contato com os policiais de lá, que passaram a monitorar a quadrilha. O bando foi capturado após uma tentativa de roubo à mão armada na cidade de Cabo Frio, também na Região dos Lagos, na última segunda-feira. Foi realizada a prisão de uma mulher de 34 anos e de cinco homens com idades entre 18 e 29 anos, sendo dois irmãos que já possuíam mandados de prisão. O adolescente apreendido não teve a idade divulgada.

A 125ª Delegacia de Polícia Civil de São Pedro da Aldeia foi responsável pelas prisões, sob o comando do delegado Gláucio Paz da Silva. Com o grupo foram apreendidos três revolveres calibre 38 e duas pistolas calibre 380. Uma das pistolas teria sido roubada de um policial militar de Macaé (RJ), durante assalto à uma joalheria na cidade de Rio das Ostras, em maio deste ano. As vítimas desse crime foram nesta terça-feira (9) à 125ª Delegacia e reconheceram os irmãos. Vítimas de outro assalto à joalheria, ocorrido no mesmo mês, em Macacu (RJ), também identificaram os suspeitos.

Segundo a polícia do Rio, um dos presos teria informado, durante depoimento, que o adolescente e um dos detidos estariam envolvidos em dois homicídios ocorridos no Bairro Furtado de Menezes e teriam fugido para a Região dos Lagos por temerem retaliações. Todos os adultos foram encaminhados para o Complexo de Bangu, no Rio de Janeiro. Já o paradeiro do adolescente não foi informado. "Percebi a situação alarmante em relação a roubos a joalherias no Centro e solicitei providências para nossa equipe. Sabendo da nossa investida, os suspeitos fugiram para a Região dos Lagos, onde também atuavam. Com a troca de informações entre as polícias mineira e fluminense, conseguimos fazer as prisões em flagrante", destacou Armando Avolio, acrescentado que as vítimas de Juiz de Fora também serão chamadas para fazer o reconhecimento dos suspeitos por meio de fotografia. "Tenho convicção de que prendemos uma quadrilha que estava se organizando. A retirada de circulação deles vai fazer diminuir drasticamente este tipo de crime na cidade. Acredito que a redução seja de 90%", avaliou Avolio.

Conforme a investigação, a quadrilha teria envolvimento no assalto à joalheria, em fevereiro deste ano, em um shopping na Zona Sul. Dois homens entraram no local, por volta das 15h, em pleno domingo, e roubaram estojos de couro repletos de anéis, pingentes e cordões. O bando também teria ligação com o assalto à uma joalheria situada nas dependências de um supermercado na Avenida Rio Branco, no Bairro Cruzeiro do Sul, na Zona Sul, no último mês de março. No crime, dois bandidos entraram no estabelecimento. Um deles mostrou um revólver na cintura e anunciou o assalto, jogando uma bolsa de viagem sobre o balcão. Uma funcionária foi obrigada a colocar mostruários de joias na mala.
Jornal Tribuna de Minas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário